Adoro ser puta, e andar de calçinha fio dental enfiada no cuzinho, mas minha família nunca desconfiou de nada, porque eu me faço de santa na frente deles, mas adoro fazer putarias no banheiro, colocar o dedinho na bucetinha e gemer de prazer. Também gosto de passear pela casa de shortinho curto mostrando a poupinha da bunda para atiçar quem vê. Acho que nasci puta, adoro uma rola, e não posso ver macho que fico molhadinha, porém sempre me fiz de pura para enganar as pessoas, gosto de ser trapaceira e mentirosa, teve uma vez que eu falei pra família que ir visitar uma parente doente, mas na verdade eu fui foder gostoso com um homem que conheci, que me fodeu, toda que delícia!

Minha filha também nasceu puta gosta de funk putaria, e adora calcinha fio dental iguais as minhas, bem enfiada no cuzinho, que delícia, mas ela ja demonstra mais do que eu, eu finjo ser santa.

Adoro mostrar meu rabinho para homens isso me deixa excitada, quando um homem olha para minha deliciosa bunda fico toda animada, chego a me masturbar 3 vezes ao dia no banheiro de casa, imaginando a rola dos machos entrando e saindo do meu cuzinho, ai que gostosoooooo. Não perco a oportunidade de usar um shortinho bem socado, com calcinha fio dental por baixo, para que os homens batam punheta pensando em mim.

Leia também:  Contos eróticos: Relatos de uma Camgirl

Uma das coisas que mais me satisfaz é mentir, adoro mentir, porque ninguém fica sabendo das minhas putarias, eu minto que sou pura, faço cara de santa e tudo, assim consigo tudo que quero. Mas na cama a noite fico imaginando uma rola enorme entrando no meu cuzinho e eu gemendo até o macho, jorrar aquele leite quente lá dentro e encher meu cuzinho de porra. Claro que faço tudo que quero sempre escondidas, porque mulher mente bem, a maioria das minhas amigas fode com os caras e ninguém nem fica sabendo, viu nos somos foda, homem sempre deixa rastro nos somos especialistas.
Eu mesmo já enganei meu ex saindo com outros e ainda arrancava dinheiro do ex trouxa que me bancava, enquanto isso eu sentava na rola de outro. Sou safada mesmo e daí? Mas pra família eu sou um doce um mel.

Espero que vocês leitores da Sexlog gostem do meu depoimento, ah sim e se alguém disser que foi eu que escrevi isso vou negar porque claro eu me finjo de santa kkkkkkkkk.

enviado por Carina

Quer ver sua história picante publicado na Revista Sexlog?
CLIQUE AQUI E ENVIE SUA HISTÓRIA

Conta para nós o que achou deste Conto Grátis, comente aí…