Neste conto, falarei do desejo mais recente que realizei com meu amor.

Um dia desses, assistimos um filme em que duas mulheres entregavam-se ardentemente às loucuras do prazer.
Tomada por um tesão insaciável, perguntei a ele, bem baixinho ao pé do ouvido:

– Amor, o que mais você gostaria de ter?

Ele me jogou na cama como um selvagem, segurando-me com suas fortes mãos e respondeu:

– Adoraria vê-la com outra mulher, como naquele filme.

Fizemos amor intensamente e então adormeci em seus braços, imaginando como seria viver essa nova aventura…
Afinal, seria minha primeira vez e teríamos que estar muito seguros quanto à presença de uma outra pessoa.
No dia seguinte, durante o café da manhã, puxei o assunto, pois a ideia de possuir uma mulher não me saía da cabeça. Ele mostrou-se bastante interessado, porém disse estar preocupado com ciúmes que poderiam rolar de ambas as partes. Então, decidimos colocar algumas regras para que pudéssemos realizar essa fantasia sem problemas.
Busquei por uma mulher num site de acompanhantes e telefonei falando sobre meu desejo.

MEU DESEJO:

“Quero uma mulher que realmente curta estar comigo e meu marido, e que concorde em obedecer às minhas vontades.”

Depois de algumas tentativas, finalmente encontrei uma mulher como eu queria.
Agora, só faltava preparar tudo e fazer a surpresa.
Propus sairmos pra jantar, e no caminho pedi a ele que passasse no meu estúdio de dança. Quando chegamos, ao entrarmos, ele teve uma baita surpresa, porém mal sabia o que ainda estava por vir.
Imaginem, ele esperava encontrar o que ele via habitualmente; uma sala com enormes espelhos cobrindo as paredes, barras para alongamento e piso de madeira. Mas havia mais do que isso…
Preparei a sala com um sofá, um colchão inflável além de uma mesa com whisky, energéticos e alguns petiscos.
Meio sem entender a situação, ele perguntou:

Leia também:  Contos eróticos: Metrô – 18:30h

– Amor, o jantar vai ser aqui mesmo (rs) ?!!!

Respondi:

– Isso é só o início de uma noite repleta de surpresas!

Começamos os comes e bebes, e, de repente, “blim-blom”, a campainha!!!
Meio nervosa, corri pro banheiro e pedi que ele atendesse, pois deveria ser o jantar.
Quando ele deparou-se com minha convidada, ficou perplexo.

Ela perguntou:

– Boa noite, é aqui o estúdio da Bela Esposa?

Ele a convidou a entrar, e quando virou-se, eu já estava bem atrás dele.
Falei pra ela ficar bem à vontade, enquanto preparava um drink pra nós três.
Ela despiu-se peça por peça, ficando somente vestida numa lingerie branca e provocante.
Pedi que ele a olhasse e disse:

– Olhe como ela é bonita. Uma índia pra nós dois!

Mandei que ele sentasse no sofá e relaxasse enquanto eu pegava seu drink.
Sem que ele esperasse, nós duas começamos a nos beijar e trocar carícias sensuais.
Daí em diante, vou contar o que só ele teve o privilégio de presenciar.
Molhadinhas de tesão, chupamos uma a outra até quase gozar, enquanto ele enlouquecido pedia que não parássemos.
Falava pra ela lamber minha tatuagem como ele adora fazer.
Perdemos a noção do tempo, nesta maravilhosa fantasia, enquanto ele assistia como um Deus do Voyeur.
Nossa índia, gemendo de prazer, falava pra mim:

Leia também:  Contos eróticos: O ex chegou de surpresa e dei a bunda pra ele

– Sua puta! Cachorra gostosa! Você gosta, né sua safada.

E falava pra ele:

– Que mulher gostosa você tem!

Ele gritava desesperado, certamente querendo estar ali conosco (rs).
Mandei então que ele viesse pra cama também.
Por um momento, fiquei em dúvida se ele seguraria a onda, e conseguiria cumprir com o combinado.
Para meu maior prazer, ele veio e segurou meus cabelos, enquanto ela corria sua língua por todo meu corpo suado. Fiquei me sentindo como o recheio de um sanduíche picante. Desfrutando daquele momento, imaginava onde mais poderíamos chegar, murmurando entregue:

– O que vocês estão fazendo comigo? Que loucura!!!

Ao ouvir o que eu disse, meu marido tomou frente da situação, mandando que nossa índia se sentasse, dizendo:

– Sente-se, tome um drink, porque agora vou retribuir ao meu amor tudo o que ela merece pelo presente que me deu hoje.

Ele me fudeu rasgado, penetrando-me com força e gritando bem alto:

– Enterra a buceta nessa vara dura e me dá esse leitinho doce e quente que você guardou só pra mim!!!

Gozamos extasiados, numa performance cinematográfica, lambuzados de leite.

Nossa índia, subindo pelas paredes, falou pra gente:

– Que delícia de casal! Lindos fudendo! Deviam fazer um filme erótico (rs)!

Com certeza, faríamos um filme melhor do que todos que já vimos.

Leia também:  Contos eróticos: Nosso Primeiro Swing

Tomamos mais uns drinks e dispensamos a acompanhante.
Depois, já sozinhos, trepamos até o amanhecer, e adormeci em seus braços com a certeza de ser uma mulher especial. Uma mulher capaz de realizar a fantasia do meu homem e ser amada verdadeiramente por ele.
Agora já estou pensando no próximo passo…
Que venha em breve!!!
Conto enviado por: saliente_e_sedutora

Quer ver seu Conto Erótico Real publicado na Revista Sexlog?
CLIQUE AQUI E ENVIE SUA HISTÓRIA PICANTE

Se você gostou deste Conto Grátis, comente aí…